Sebrae dará consultoria grátis para reabertura das atividades econômicas no Piauí

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Piauí está fornecendo gratuitamente consultoria para os MEIs, micro e pequenos negócios no estado que precisam se adaptar às novas regras para reabertura das atividades econômicas, que foram interrompidas em março com o início da pandemia da Covid-19. A orientação se dá em três áreas imprescindíveis para a empresas no atual momento: práticas higiênico-sanitárias conta a Covid-19, comunicação visual e transformação digital.

A gratuidade só vale, no entanto, para as consultorias com até 10 horas de duração. A partir de 11 até 20 horas, o cliente pagará 10% do valor da consultoria e, a partir de 21h, o cliente arcará com 20% do valor do serviço.

Os protocolos são destinados a 47 segmentos empresariais (Reprodução: Sebrae)

As consultorias são necessárias para a maioria das empresas, que não estavam preparadas para este momento de pandemia. Cerca de 100 mil pequenos negócios do Piauí estão há mais de três meses sem funcionar por conta do isolamento social. A partir do dia 7 de julho, os setores de automóveis, construção civil e clínicas de saúde voltam à atividade no estado. Os demais seguimentos aguardam o cronograma que será divulgado pelo Governo do Estado.

O Sebrae também vai realizar oficinas orientando as empresas sobre os novos protocolos necessários para que os negócios possam reabrir com segurança, de forma a evitar a propagação do novo coronavírus. Há um guia de orientações gerais, que vale para todas as empresas, e os protocolos específicos, que abrangem 47 segmentos empresariais e podem ser baixados em forma de e-book pelo site do Sebrae.

Cada segmentos tem e-book, vídeo, placa de sinalização, check-list. “O empresário pode, por exemplo, imprimir uma certificação e colocar no seu estabelecimento, para mostrar ao cliente que está em consonância com as normas de segurança contra a Covid-19”, afirma Erika Lopes, gerente da Unidade de Soluções e Cultura Empreendedora do Sebrae-PI.

Fonte: Piaui Negócios/www.pinegocios.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *