Açude Caldeirão sangra com lâmina d’água de 1 metro e 16 centímetros

Seis açudes do Piauí atigem cota máxima, enquanto cinco estão secos.

O Açude Caldeirão, em Piripiri, sangrou nessa sexta-feira,13, com 1 m e 16 cm de lâmina de água.

De acordo com moradores da comunidade Caldeirão, o açude Caldeirão atinge a sua maior cheia dos últimos nove anos.

Apesar do período chuvoso intenso no Piauí, cinco açudes do DNOCS, segundo relatório do órgão, continuam extremamente secos. São eles: açudes Barreiras, em Fronteiras, com 2,84%; Cajazeiras, em Pio IX, com 3,64%; Fátima, na cidade de Picos, totalmente sem água; Joana, em Pedro II, com 14,06%, e Algodões II, em Curimatá, com 15,79%.

Por outro lado, dos 25 reservatórios administrados pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), seis já atingiram a capacidade máxima de armazenamento (sangria).

Estão transbordando os açudes de Campo Maior, Jenipapo (São João do Piauí), Malhadinha (Dirceu Arcoverde), Nonato (Dom Inocêncio), e Caldeirão e Pé de Serra, em Piripiri. Os dois reservatórios “sangraram” ainda em março.

 

 

 

Redação do site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *