portalsemfronteira@gmail.com+55(82) 0000-0000

logo


Adriana Calcanhotto apresenta show memorável em Piripiri

publicado em:15/11/18 10:27 AM por: Redação do site DestaquesEntretenimento

Um privilégio! Assistir Adriana Calcanhotto em Piripiri é algo antes inimaginável. O show “A Mulher do Pau Brasil”, apresentado no Teatro João Cláudio Moreno, pelo Projeto Seis e Meia, nessa quarta-feira, 14, é de encher os olhos e a alma, um espetáculo de alto nível e que, segundo a artista, é o mesmo apresentado em qualquer lugar do mundo.

O show

Idealizado como “concerto-tese”, ou seja, uma conclusão da residência artística de Adriana Calcanhotto na Universidade de Coimbra, onde esteve nos últimos dois anos entre cursos e apresentações. A imensa repercussão do show gerou uma turnê que começou pela Europa e, após diversas cidades brasileiras, agora chega ao Piauí, com apresentações em Teresina, Floriano, Piripiri e Parnaíba.Adriana Calcanhotto, que é acompanhada por Bem Gil e Bruno Di Lullo, elaborou um roteiro com músicas compostas no período lusitano, releituras (a recente “As Caravanas”, de Chico Buarque, por exemplo) e também reencontra clássicos de seu repertório, como “Inverno”, “Vambora” e “Esquadros”.

A inédita canção-título abre o show em tom autobiográfico (“Nasceu no Sul / Foi para o Rio / E amou como nunca se viu”) e também retoma o nome de um espetáculo do início da carreira de Adriana (“A Mulher do Pau Brasil”), ainda em Porto Alegre nos anos 80.Foi quando começou a ser instigada pelo “Manifesto da Poesia Pau Brasil”, do modernista Oswald de Andrade, e toda a sua influência no movimento tropicalista décadas depois.

Tais temas sempre estiveram presentes em sua obra e ressurgiram com intensidade no período português.Não à toa que “Vamos Comer Caetano”, composta para o disco “Maritmo” (1998), foi retomada no repertório e sublinha o conceito antropofágico da apresentação, através da ideia de devorar, se apropriar e reinventar a informação que vem de fora.

“Costumavam me perguntar se eu já tinha virado portuguesa e eu sempre respondia que não. Nunca me senti tão brasileira como agora”, conta Adriana, que foi nomeada Embaixadora da Língua Portuguesa da Universidade de Coimbra no final de 2015.

Texto adaptado do release da artista.

Veja mais fotos



Post Tags


Comentários



Adicionar Comentário