Blog: Redação do site

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

Samuel Vitor Araújo: O doce sabor de sua formatura em Administração

Momentos inesquecíveis marcou as solenidades de formatura dos mais novos graduados em Administração pela FAR – Faculdade Adelmar Rosado em Teresina – PI. A turma: “Cumprindo desafios” não segurou a emoção em nenhum momento festivo, seja este reservado aos formados ou aberto para amigos e familiares.

 “Agradeço a Deus, por me conceder mais essa conquista em minha vida. Ao meu maior exemplo, meu Pai, Sergil Araujo, por sempre me incentivar e mostrar o melhor caminho a seguir em busca dos meus sonhos. A minha mãe, Rosa Helena, por sempre acreditar que posso ir cada vez mais longe e iluminar meu caminho. A minha esposa, Carol, por está comigo em todos os momentos, dando sempre a força necessária para continuar, mesmo quando pensei em desistir. As minhas irmãs, Marcela e Mariana, pela parceria e incentivo. Ao Dedé, Isa e Maria Beatriz, por fazerem a alegria da casa. Agradecer através do Paião, a todos os amigos, pelo incentivo a voltar atrás desse sonho.” Disse o já formado em Bacharelado em Administração pela FAR – Faculdade Adelmar Rosado, Samuel Vitor Ferreira de Araújo em seu discurso de agradecimento.

Já em sua confortável residência Samuel Vitor recebeu seleto grupo para brindar o feliz momento.

Sucesso!

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

Merlane Mikure leva consigo a identidade de um povo guerreiro e luta pelas causas indígenas no Amapá

A estudante Merlane Mikure Tuwinpo Tiriyó, 20 anos, cursa o primeiro semestre de Direito na faculdade Estácio de Macapá. Veio para a cidade com o objetivo de estudar e adquirir conhecimento para que um dia pudesse ajudar seus pais e seu povo.

De etnia Tiriyó, comunidade que fica localizada na faixa oeste do Parque Indígena do Tumucumaque (PIT), mudou-se para Macapá quando tinha seis anos de idade. Ela relata: “No dia que cheguei aqui, primeiro senti o cheiro da cidade (estranho), não é como o da aldeia, mas, aos poucos, fui me adaptando à língua e horários da cidade”.

Na escola sofreu preconceito nas series iniciais pelo fato de não dominar a língua portuguesa e ter os traços indígenas marcantes, porém, isso serviu como uma forma de incentivo para falar um pouco de si aos colegas. Encarou a situação como uma oportunidade para compartilhar sobre seu povo.

Destacou-se na escola elaborando projetos sobre a cultura indígena, língua e tradições do povo Tiriyó. Participava de feiras de ciência e tecnologia, onde teve contato com pessoas ligadas a grupos sociais. Porém, aos 14 anos, a estudante diz que “não podia ser delegada das conferências, pela idade. Não tinha ninguém que falasse pelos indígenas”.

Apesar do choque cultural, não perdeu os costumes e tradições dos Tiriyó. Ela ainda leva consigo a identidade de um povo guerreiro e luta pelas causas indígenas no Amapá. Afirma que “Não importa onde estiver, índio sempre será índio, seja nas condições de doutor ou deputado. Não podemos viver presos ao passado. Temos que evoluir como sociedade, sempre preservando a nossa cultura através das histórias, danças e rituais”.

Conheça mais sobre as comunidades indígenas do Amapá e do Norte do Pará pelo site: https://www.institutoiepe.org.br/

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

A conquista do sonho de estudar

Por Luíza Horta

De servente de pedreiro a pós-graduado. Entre os caminhos da sua trajetória, Seu Zé, como é conhecido por todos no Centro Universitário Estácio Juiz de Fora, trabalhou em diversos serviços até obter os diplomas de ensino superior e especialização, aos 58 anos de idade. Natural de Tabuleiro (MG), veio de uma família humilde, com doze irmãos. Concluiu o ensino fundamental – até o quinto ano – com a professora Mercezinha, como se recorda. Quando tinha 12 anos, seus pais faleceram, o que o levou a começar a trabalhar muito cedo. O primeiro emprego foi como mordomo em uma casa de família. Dentre as tarefas, era encarregado de servir as pessoas nas festas do domicílio, e acompanhava a filha da patroa em todos os passeios que ela realizava. “Naquela época, tinha uma coisa engraçada. As moças, quando namoravam, não podiam sair sozinhas. Eu ficava com o dinheiro na mão acompanhando a moça e o seu namorado nas festas, e depois os levava em suas casas”, relembra Seu Zé.

Com 17 anos, Seu Zé veio para Juiz de Fora a fim de conseguir emprego como servente de pedreiro na construção civil. Ao chegar, não se acostumou e quase retornou para sua cidade natal. “Nós não conhecíamos nada daqui. Através de uma família que conhecia nossos pais, conseguimos uma casa alugada para morar”, recorda-se. Após ser servente de pedreiro, trabalhou como ajudante de caminhão até conseguir emprego em uma multinacional em 1978: “Trabalhava em uma fábrica de seringas. A maioria das pessoas só tinha até a terceira série. Quando chegávamos à empresa, não tínhamos nem currículo.” Dias aprendeu a desenvolver suas habilidades, e se destacou, juntamente com sua equipe. “Nós ganhamos um churrasco para comemorar a melhor fabricação de seringas de todas as unidades da empresa, tanto do Brasil como do exterior. Vieram espanhóis para aprender conosco como se fabricava a melhor agulha”, comenta.

Enfrentando obstáculos através da educação

Após trabalhar por 16 anos na fábrica, Seu Zé viu a oportunidade de comprar a casa própria, porém não tinha reserva financeira. Para concretizar este desejo, resolveu aderir a um plano de demissão voluntária para receber o dinheiro da rescisão. “Tive muita sorte, parece que foi Deus quem ajudou. Foi uma loucura o que fiz, pois ganhava muito bem. Larguei um emprego muito bom para garantir uma casa própria”, conta. Desempregado, encontrou muitas dificuldades financeiras. Para sustentar a família, trabalhou como camelô e foi até catador de latinhas. Durante esse contratempo, viu algo que chamou sua atenção e que o fez reabrir os olhos para a educação.

“Uma vez eu li uma revista que tinha uma matéria sobre o Paulo Coelho, e eu não tinha nada para comer na época. Lendo sobre aquilo me veio a vontade de escrever”. Na época, ele não tinha nem caneta. “Minha mulher trabalhava em uma casa de família, na Rua Marechal. O filho da patroa estava fazendo um trabalho e jogou uma caneta no lixo. A minha mulher pegou a caneta e trouxe para mim. Foi com esta caneta que comecei a escrever os livros”, relata. Os livros a que José Dias se refere chamam “Inocente”, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. Ele escreveu três livros, sendo que o primeiro foi registrado muitos anos depois, em 1999.

Mesmo sem ter o ensino fundamental completo, Seu Zé escrevia sobre assuntos referentes à política e à economia. Ele sempre acreditou em um país melhor, e encontrou na escrita um modo de manifestar os seus pensamentos sobre os assuntos, analisando as questões e propondo soluções que pudessem amenizar os problemas do Brasil. Com uma abordagem crítica e de muito entendimento, um trecho do seu primeiro livro sugere que o Governo da época em que foi escrito diminua os impostos para que a economia do país melhore:

“Veja bem, nos últimos anos qual foi a política do nosso Governo? Foi aumentar os impostos, desvalorizar o dinheiro, congelar e pedir empréstimos. Pagar alto juros aos banqueiros  internacionais. O governo nunca se preocupou com a política de desenvolvimento dos banqueiros brasileiros. Todos que passaram só pensaram em fazer milagres e mágicas. Nenhuma delas funcionou porque, na economia, não existe milagre. Quando o país brinca com a economia, os resultados são estes que estamos vendo. Mas isto não era para acontecer, foi porque os governantes trabalharam errado e continuam fazendo tudo errado. Quanto mais o governo aumenta os impostos, menos arrecada e não percebe. Quanto mais aumentam os impostos, mais os produtos se tornam caros. Produto caro significa menos pessoas comprando, e sinal de menos imposto para o governo. Ele não vê que quanto mais aumenta os impostos menos arrecada”.

Seu Zé chegou a concorrer aos recursos da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura para a publicação dos seus livros. Ele conta que passou pela primeira fase de julgamento, mas foi vetado por não possuir grau de instrução compatível com o conteúdo de sua autoria. “Eu não podia publicar o livro porque não tinha estudos sobre o assunto. Eu só tinha até o quinto ano do fundamental”. Carregando caneta e papéis no bolso, ele escrevia trechos do livro por onde andava. Foi sua filha mais velha, Uiara Dias, de 34 anos, quem o ajudou e incentivou na busca pela literatura. “Eu escrevia o livro e minha filha corrigia. Na época, ela tinha 14 anos”.

As portas que se abriram

Tempos depois, oportunidades apareceram na vida de José Dias. Ele conseguira um emprego de porteiro, e trabalhou por muitos anos em condomínios. Durante os expedientes, surgiu a possibilidade de voltar a estudar: “Quando eu era porteiro, todo mundo sabia que meu sonho era estudar, e tive a chance de me inscrever na EJA, Educação de Jovens e Adultos. O meu irmão quem me contou. Disse que teria uma oportunidade no meu bairro para me matricular e fazer do 5º ao 9º ano”. Para concretizar esta primeira etapa do seu sonho de estudar, ele encontrou dificuldades, que não o impediram de concluir o ensino fundamental. “Quando eu fui me inscrever, tinha que apresentar o diploma de que tinha tirado até o quinto ano do fundamental, porém eu tinha perdido durante a mudança. Contei para a professora que meu sonho era voltar a estudar, mas que havia acontecido isso. Ela disse que sem o diploma não teria como me matricular, mas decidiu me dar uma chance. Ela me deu uma prova, e se eu passasse ela colocaria que eu tinha concluído”, revela.

Superado este obstáculo, teve que enfrentar outro durante toda a sua formação no ensino fundamental. Trabalhava como porteiro à noite, das 19 horas às 7 horas da manhã, em dias alternados, e por isso não poderia frequentar diariamente as aulas. “Ela disse que o curso era totalmente presencial e que não poderia faltar, mas que abriria uma exceção para mim. Se eu prometesse que iria acompanhar as aulas, fizesse os trabalhos e pegasse cadernos emprestados dos colegas, ela me deixaria estudar.” Seu Zé concluiu o ensino fundamental com muito esforço e dedicação.

Dias não esperava que a educação fosse bater à sua porta novamente tempos depois. Trabalhando ainda como porteiro, contou ao seu patrão sobre o seu sonho de estudar. Anos depois, este patrão tornou-se diretor da Estácio Juiz de Fora, e ofereceu a ele um emprego com direito a bolsa de estudos. Era uma vaga de faxineiro e Seu Zé nem pensou duas vezes, aceitou rapidamente a oferta. “Eu aceitei correndo, nem sabia onde era a Estácio, e nem dinheiro da passagem eu tinha. Consegui duas passagens com um vizinho”. Assim, se apressou para concluir o ensino médio na EJA para entrar no ensino superior. Ele iniciou a graduação em Marketing em 2009. Foi a professora Adriana Viscardi que lhe explicou como era o curso. A graduação era presencial, e a Estácio lhe deu todo apoio, ajustando sua grade de acordo com o horário do seu trabalho. “Eu ainda era faxineiro e trabalhava das 8h às 17h, e depois estudava das 19h às 22h30”, relembra. E assim foi sua trajetória. Formou-se no dia 22 de abril 2012 e, seis dias depois, matriculou-se na pós-graduação em Gestão de Pessoas. Determinado e sempre buscando conhecimento, não perdeu a oportunidade de realizar uma especialização.

Gratidão

José Dias é muito grato à Estácio por ter aberto as portas para a realização do seu sonho. De sua turma do ensino médio na EJA, apenas ele teve a oportunidade de cursar uma faculdade. “Quando eu entrei na Estácio, para você ter uma ideia, eu ganhava R$ 318, e a mensalidade do curso de Marketing era R$ 400. Eu agarrei com unhas e dentes”. O Centro Universitário também proporcionou que suas duas filhas, Nayara Dias, 27 anos, e Uiara Dias, 34, estudassem nos cursos de Design de Moda e Direito, respectivamente, com bolsa integral, motivo de orgulho para o pai. “Eu tenho muito orgulho das minhas filhas por elas estarem estudando, e faço muito esforço para mantê-las aqui. Faculdade é ainda um privilégio”, afirma. Para ele, a educação é a base de tudo. “Ela abre portas, dá liberdade de escolha e de pensamento. Dá para as pessoas a oportunidade de serem independentes, e mostra que existem outros caminhos”.

Atualmente, ele exerce o cargo de técnico de manutenção na Estácio, onde é muito querido pelos alunos, professores e funcionários do Centro Universitário. Há oito anos trabalhando na instituição, já foi homenageado em colações de grau de diversos cursos. O segredo para ser tão benquisto está no amor pelo que faz e na sua humildade. Grato pela vida, ele irá completar 60 anos no dia 18 de agosto.

“Chegar a esta idade sem precisar tomar remédio e tendo disposição para sair é motivo de agradecimento. Tenho muitos amigos e pessoas que gostam de mim”, conta, revelando que ainda pretende trabalhar na Estácio por muitos anos. E tem planos a realizar: “Eu quero voltar a escrever, me dedicar à literatura. Eu queria que as coisas chegassem até as pessoas de onde eu vim. Eu já fui faxineiro, fui lavrador, boiadeiro, trabalhei em construção civil, fui boia-fria, trabalhei na roça, fui catador de latinha. Nós sentimos na pele o quanto é importante ter alguém para nos inspirar. Meu sonho é que minha história chegue a estas pessoas e mostre a elas que dá para mudar e crescer na vida”.

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

O Boticário lança linha Match Respeito aos Cachos 

Novidade de Match, marca expert em cabelos do Boticário, chega para ajudar a mulher a se entender a fundo com seu tipo de cacho 

Os cachos estão com força total e se entender com eles é o desejo de toda ondulada, cacheada e crespa, não é mesmo? Para ajudar nessa questão, O Boticário criou Match Respeito aos Cachos, a nova linha que completa o portfólio de Match, marca expert dedicada exclusivamente ao tratamento dos cabelos. Com 8 produtos, entre shampoo, condicionador, máscara, co-wash, três modeladores – um para cada tipo de cacho-  e gelatina, a linha garante cachos definidos por 72 horas.

“Só as mulheres com cachos sabem como mantê-los definidos e com a modelagem desejada é trabalhoso. Queremos que elas tenham mais dias #matchhairday e um encaixe perfeito entre sua vontade e a vontade de seu cabelo. Nós estudamos a fundo os cachos e percebemos que cada um deles é diferente e precisa de um cuidado especial, por isso testamos e aprovamos nossas fórmulas com mulheres cacheadas, onduladas e crespas”, conta Mirele Martinez, gerente da categoria de Cuidados Pessoais do Boticário

O lançamento conta ainda com o endosso de um dos cabeleireiros mais renomados do Brasil – Ricardo dos Anjos, consultor expert Match. Queridinho de celebridades e blogueiras, já ouviu muito sobre os desejos das brasileiras ao longo dos seus 30 anos de carreira. “Tive a oportunidade de usar os produtos da linha Respeito aos Cachos em minhas clientes e os resultados foram maravilhosos. Os produtos têm entrega profissional, resultados comprovados e oferecem definição aos diferentes tipos de cachos, além de deixar os cabelos flexíveis, soltos e maleáveis”.

O segredo dos cachos definidos por 72 horas

As fórmulas da nova linha contam com dois ingredientes especiais: Colágeno vetegal & Karité. O Karité possui ação altamente emoliente que trata e previne o ressecamento, garantindo que os fios fiquem sedosos, nutridos, macios e com a porosidade reduzida. Muitos cachos têm a estrutura da cutícula irregular, com ranhuras ao longo do fio e por esses “desníveis” o cabelo acaba perdendo água, fica ressecado e propenso à quebra. Enquanto o Colágeno vegetal, atua fortalecendo e retendo a água no fio, uniformizando a cutícula e recuperando a elasticidade dos cabelos.

Além da combinação de ativos, as fórmulas contam com memória inteligente. São agentes de umectação e ativos modeladores que, combinados e em contato com os fios, ativam e reativam os cachos garantindo maior definição e modelagem de longa duração.

Cachos bem tratados

Além de Shampoo, Máscara e Condicionador, o portfólio conta com um Co-Wash sem sulfato e parabenos, para quem busca uma rotina livre de sulfatos e o mais especial: 3 cremes modeladores para atender a necessidade de cabelos ondulados, cacheados e crespos. Por fim, uma gelatina ideal para misturinhas ou para ser utilizada sozinha para a modelagem.

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

O Boticário faz ação exclusiva de perfumaria na novela ‘Deus Salve o Rei’

 

 

A parceria demonstra o interesse crescente da participação de grandes marcas em ações de branded content da Globo

 

Com uma produção exclusiva de conteúdo, O Boticário faz parte da trama de ‘Deus Salve o Rei’ desde o dia 10/3. A marca estará presente na figura do personagem Olegário, interpretado por Aramis Trindade, que representa justamente um boticário, mestre na criação de perfumes e remédios do reino de Montemor. A ação de branded content é resultado de uma parceria com a Globo para apresentar, de forma inovadora e em total sinergia com a trama, a alquimia por trás da perfumaria de O Boticário.

 

O projeto foi idealizado pela Globo em parceria com a agência AlmapBBDO, responsável pela estratégia de comunicação de O Boticário. “A ideia de ter a marca na trama pareceu muito natural. Qual nome poderia ser mais adequado para um personagem com essa magia, com esse poder de criar momentos mágicos com suas fórmulas, senão O Boticário?”, comenta Eduardo Becker, diretor de Comercialização de Mídias Digitais da Globo.

 

Além da associação direta com a atividade do personagem, a ação vai permitir que sejam revelados, ao longo da novela, processos de fabricação de algumas fragrâncias da marca, como os “segredinhos” de Acqua Fresca, Malbec, Lilly e Floratta.

 

Olegário vai “criar”, por exemplo, a fragrância de Acqua Fresca, propondo que ela seja usada para viver momentos mágicos e despertar intuição do personagem. A história real do produto não foi muito diferente. Quando a fragrância de Acqua Fresca foi apresentada ao fundador da empresa, Miguel Krigsner, ela ainda estava inacabada. Na época, a perfumista queria criar uma fragrância fresca, algo que não existia no Brasil. Krigsner, no entanto, se encantou pelo cheiro. Ele acreditou na própria intuição e decidiu transformá-la na primeira fragrância de O Boticário da forma como ela estava. Ela se tornou um sucesso de vendas e, até hoje, tem muitas fãs apaixonadas.

 

Os frascos dos perfumes também terão destaque especial na cenografia. Isso porque o personagem poderá escolher vidros de moldes bem singulares, semelhantes aos de O Boticário, como os de formato de ânforas, reconhecidos como um símbolo da marca.

 

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

Vasco anuncia parceria com a Universidade Estácio; Sócios terão desconto nas mensalidades

Acordo fará com que sócios-torcedores e sócios do clube de todas as categorias tenham 40% de desconto nas mensalidades nos cursos de Graduação, Pós-graduação e EAD

Com a missão de proporcionar momentos incríveis e realizar os sonhos dos inúmeros seguidores da cruz de malta espalhados pelo país, o Sócio Torcedor Gigante foi inaugurado no dia 27 de março de 2016. Hoje, dois anos após o lançamento, o programa tem o orgulho de anunciar uma grande novidade, que aumentará ainda mais os benefícios oferecidos aos sócios-torcedores.

Através do Departamento de Marketing, o Vasco da Gama acertou uma parceria com a Universidade Estácio. O acordo selado fará com que os sócios-torcedores e os sócios do clube de todas as categorias passem a ter 40% DE DESCONTO nas mensalidades nos cursos de Graduação, Pós-graduação e Educação a Distância (EAD). A única exceção é o curso de Medicina.

Para garantir o desconto, o torcedor deverá estar ativo no programa Sócio Torcedor Gigante ou em dia com suas mensalidades de sócio do clube. Será preciso apresentar, no ato da matrícula na Estácio, a carteirinha e o comprovante de pagamento da mensalidade referente ao mês vigente. Este benefício está disponível também para todos os funcionários do clube.

As adesões ao programa Sócio Torcedor Gigante podem ser feitas pelo site www.sociotorcedorgigante.com. Além de apoiar e contribuir para o crescimento do clube, ao se tornar um Gigante, o torcedor tem acesso a diversas vantagens e verá que o Vasco pode estar presente em vários momentos do seu dia a dia. Esta é a grande oportunidade de a torcida vascaína mostrar seu apoio ao clube e ter todo o seu amor retribuído.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Clube de Ragatas Vasco da Gama

 

 

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

O Batizado de Thalia

Mimada por todos, a pequena Thalia, filha caçula da bacharela em direito Cassandra Meneses e do médico Dr. Thalles Cruz, foi batizada no Santuário Mãe Rainha em Piripiri.

Fotos: Dennis Rodrigues

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

Novo Floratta traz a mais pura essência da lavanda para uma leitura única e surpreendente 

Novidade do Boticário apresenta o clássico ingrediente da perfumaria mundial em uma interpretação fascinante, e mostra para as mulheres que o amor não precisa ser clichê 

Floratta acredita que os melhores romances são espontâneos e cheios de surpresa. Por isso, convida as mulheres para se permitirem a viver novas experiências e perceberem que o amor não precisa ser clichê com o novo Floratta Amor Lavanda. Para criar a fragrância, O Boticário foi até o Sul da França buscar a mais pura essência da flor de lavanda. Surpreendente como os melhores amores, ela combina notas refrescantes com nuances frutais suculentas em uma interpretação nada clichê do clássico da perfumaria mundial.

Floratta Amor de Lavanda chega às lojas, e-commerce (www.boticario.com.br) e revendedoras da marca em todo país complementando uma das mais importantes linhas da perfumaria feminina do Boticário. A versão mais pura da lavanda é resultado de uma técnica especial de extração do óleo essencial, que o Boticário tem exclusividade na América Latina. Ela usa apenas as flores na destilação – excluindo folhas e caules. “A melhor lavanda do mundo, com a extração mais pura, dá origem a uma interpretação única e surpreendente. Floratta Amor de Lavanda é uma versão muito mais sofisticada da lavanda, sem deixar de lado sua refrescância e jovialidade. A deliciosa combinação de flores e frutas conferem um ar de extrema feminilidade à fragrância para completar essa deliciosa explosão de cheiros”, diz o Gerente de Perfumaria do Boticário, Jean Bueno.

A criação é assinada pelas perfumistas francesas Christelle Laprade e Fanny Grau, da Casa de Fragrância Symrise. Na infância, elas moraram perto dos campos de lavanda de Provence, no Sul da França. E a nuvem perfumada que se criava em cada primavera foi a inspiração para chegar ao novo Floratta.

O frasco transparente revela o líquido lilás da fragrância, inspirado na cor dos campos da flor. Ele traz também traços finos e delicados, e tramas florais em alto relevo, no tom rosé, marca de toda a linha Floratta.

Para complementar a perfumação, a fragrância chega acompanhada do Creme Hidratante Amor de Lavanda – que proporciona toque aveludado, absorção rápida e hidratação por até 48 horas.

 

 

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

Piripiri é destaque em Convenção Nacional da CVC em Dubai nos Emirados Árabes Unidos

Das mãos de Anselmo Breves, diretor regional de vendas da CVC, Clístenes Silva e Jaleane Castro recebem premiação pelo 1º lugar em crescimento no Piauí pelo segundo ano consecutivo (bicampeã). E no ranking nacional da operadora a CVC Piripiri figura entre as Top 10 na categoria duas agencias.

Com o objetivo de transformar Dubai em um grande hub de vendas da marca no Brasil, Dubai nos Emirados Árabes Unidos recebeu a convenção comercial de 2018 da operadora com a presença de mais de 1,5 mil participantes, entre líderes de vendas, gerentes de lojas, franqueados e master franqueados de todo País.

A programação oficial inclui uma capacitação in loco com visitas técnicas por Dubai, incluindo inspeção ao Burj Kalifa, edifício mais alto do mundo, e ao centro antigo da região.

HUB ASIÁTICO
Quando a CVC fala em transformar Dubai em um hub de vendas, a operadora se refere a fazer do emirado o principal destino da Ásia em volume de passageiros. Para cumprir a missão, a operadora também conta com a Emirates e o governo local. A intenção é fazer de Dubai o destino final ou combinado com demais países asiáticos.

Dubai é o principal destino exótico da CVC. A região abrange mais de 12 localidades na operadora e registrou alta superior a 30% em vendas em 2017, se comparado com 2016, considerando as mais de 1,2 mil lojas franqueadas e 6,5 mil agências multimarcas.

A cerimônia de encerramento contou com jantar, premiações, homenagens e a presença de Pelé, ícone do futebol brasileiro e mundial e embaixador da Emirates.
#cvc #dubai #convencao #premio #topten

@cvcpiripiri
Onde fica: Praça da Bandeira, 186 Centro
Piripiri – Pi
Ligue para mais informações: 📞86 3276 – 4044📱 WhatsApp 86 9 9844 – 3300
#SempreComVc #VemViajarComACVC #CVCPiripiri #ViajarFazBem

Flagra by Dennis Rodrigues
flagrabydenis@hotmail.com

A Universidade Estácio de Sá, Polo Piripiri promove palestra de boas – vindas

Na última terça-feira, 13 de março, a Universidade Estácio de Sá, realizou a primeira palestra motivacional com o tema: “Ensino Superior a Distância: Tendências, impactos e perspectivas”.

A palestrante Joselma Ferreira Lima ou simplesmente Joselma Lavor abordou diversos assuntos com o intuito de estimular e apontar caminhos em torno dos impactos e perspectivas da educação a distância no processo de ensino e aprendizagem na atualidade. Para tanto, no primeiro momento discorre sobre os impactos das novas tecnologias na educação na chamada sociedade da informação. No segundo momento a mestre e doutoranda em educação, apresenta um breve histórico sobre a educação a distância, sua conceituação e seus aspectos legais.

“Temos muito que crescer, temos muito que aprender porque EAD é coisa de primeiro mundo. É uma modalidade que surgiu nos melhores países, nas melhores universidades da Europa, da Ásia e nos Estados Unidos. Então, nós precisamos compreender que não é algo tão novo assim, não é algo recente. EAD tem idade, EAD é antiga. Agora para nós, como sempre no Brasil é tudo muito tarde, é tudo tardio, é tudo atrasado, mas já existia”, disse ela.

O Decreto nº 5.622 de 19 de dezembro de 2005 traz o conceito de educação a distância: Art. 1º Para os fins deste Decreto, caracteriza-se a Educação a Distância como modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. (BRASIL, 2014a, p. 01).

Em um país marcado pelos desafios da revolução técnico informacional, são necessárias políticas educacionais voltadas para educação a distância.

A palestra aconteceu no Polo da Estácio em Piripiri localizado nas dependências do colégio Liceu.

O evento contou com a participação das coordenadoras do Polo de Piripiri Paula Rejane Cavalcante e a coordenadora do Polo de Barras Ione Carvalho de Sousa bem como a comunidade e os alunos que puderam em um momento especial conhecerem a estrutura do Polo seguida de sua aula inaugural proferida pelo professor e sócio mantenedor Eligier Amorim Pinho que em sua fala destacou algumas das muitas vantagens de um curso EAD tais como:

– O ensino a distância pode ser a melhor opção de graduação para quem precisa conciliar os estudos ao trabalho e não tem meios de se deslocar a um campus durante o dia.

– Torna possível ao aluno fazer seu próprio horário de estudos e encaixar as aulas nos períodos livres que tiver durante o dia.

– O aluno tem acesso a fóruns com outros colegas de turma, professores e orientadores de prontidão para tirarem qualquer dúvida que possa surgir.

– Os custos do EAD também podem ser considerados parte das vantagens do método. Eles geralmente são mais baixos do que na graduação convencional, uma vez que não existe a necessidade de instalações na universidade para quem escolhe estudar à distância.

– Mas, ainda assim, o diploma é o mesmo para ambos os cursos (presencial e a distância), não existindo qualquer desvantagem em relação aos alunos que optam por estudar na modalidade EAD.

Ao final foi servido um coffee break e sorteio de brindes para os alunos.