portalsemfronteira@gmail.com+55(82) 0000-0000

logo


Empresário é condenado pelo tribunal do juri a 12 anos de prisão em regime fechado

publicado em:10/07/18 9:34 PM por: Redação do site Geral

O empresário Elano Barroso foi condenado a 12 anos de reclusão em regime fechado pelo tribunal do júri realizado nessa terça-feira, 10, em Piripiri.

Os jurados acataram a tese de que o empresário foi o mandante do assassinato do ex-prefeito de Domingos Mourão, Aluiz Viana.

O crime ocorreu na madrugada do dia 24 de setembro de 2005, quando o ex-prefeito Aluiz Ferreira Viana saía de uma seresta, no Bar Toinho da Torre, no bairro Prado, zona Sul de Piripiri. O político foi alvejado com vários tiros desferidos por dois pistoleiros, os irmãos Cristóvão e Crisdean Neves, que era adolescente na época.

De acordo com a promotora de justiça, Ana Cecília Rosário Ribeiro, a sensação do Ministério Público é de dever cumprido. “A família, depois de tanto tempo, consegue alcançar a justiça”, disse a promotora.

O advogado de acusação Virgílio Bacelar, disse que a justiça foi feita. “Se fez justiça. O acusado foi condenado como autor intelectual do crime e o jurado entendeu que houve uma qualificadora, já que a vítima foi morta de surpresa. A juíza entendeu que não havia agravantes que aumentassem a pena, fixando a pena em 12 anos”, explicou o advogado.

Para o advogado de defesa, Carlos Douglas, o júri é soberano quanto a sua decisão, mas que a defesa recorrerá da sentença. “Vamos interpor esse recurso ao Tribunal de Justiça e recorrer dessa decisão”, assegurou. Para a defesa, o empresário Elano Barroso não foi o mandante do crime. “Mas agora só nos resta recorrer”, finalizou.



Post Tags


Comentários



Adicionar Comentário