Wellington Dias lança campanha Novembro Azul no Piauí

O governador Wellington Dias lançou, nesta terça-feira (17), no Palácio de Karnak, a campanha Novembro Azul do Governo do Estado, realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), por meio da Coordenação de Atenção à Saúde do Adulto e Idoso. Com o tema “Homem que se cuida tem atitude”, a campanha visa conscientizar o público masculino para o diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Com a presença de autoridades da área da Saúde, como o diretor-presidente da Sociedade Brasileira de Urologia, Hamilton de Sousa Mourão, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PI), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar do Piauí e da Secretaria de Estado da Segurança Pública, a campanha deste ano irá enfatizar os cânceres de pênis, de boca e o câncer de próstata, que é um dos mais comuns entre os homens.

“O machismo leva milhares de homens à morte. O grande desafio da sociedade é que isso não passe para as próximas gerações e pretendemos romper com esse preconceito sobre fazer a prevenção do câncer de próstata. É na Atenção Básica que temos a oportunidade de ter contato com esses pacientes para, a partir daí, fazermos o acompanhamento. Então, nesse momento quero somar e trabalhar junto com a Rede Municipal e todos os profissionais para vencermos juntos essas barreiras e salvar vidas, essa é a prioridade”, enfatizou o chefe do executivo estadual.

Durante a campanha, serão realizadas ações para conscientizar o público masculino sobre a importância dos cuidados com a saúde de forma a prevenir todas as doenças que podem ser acometidos, não só o câncer de próstata.

“Temos todo um trabalho de articulação com os municípios baseado no protocolo da estratégia de Saúde da Família, no qual prestigiamos as ações de todos os programas de Saúde do Homem, Saúde da Mulher, Saúde da Criança, e nas campanhas de Novembro Azul sempre intensificávamos as ações de prevenção do câncer de próstata. A partir deste ano, estamos intensificando todas as ações da Saúde do Homem; ações integrais que cuidam da prevenção a diabetes, à hipertensão, ao câncer de pele, ao câncer de boca, o estímulo para que não fumem, então são todas essas ações voltadas à prevenção na saúde do homem que estamos concentrando nessa campanha de olhar de forma integral”, frisou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

A deputada federal e primeira-dama Rejane Dias, que integra a bancada da Saúde na Câmara dos Deputados, destacou a importância da campanha para a conscientização do homem. “Quando falamos sobre a saúde do homem é uma forma de chamar atenção de que precisam se cuidar, porque o câncer de próstata mata e o homem normalmente não faz tratamentos preventivos. Na pandemia essa busca pela prevenção se tornou ainda mais difícil”, afirmou Rejane Dias.

A coordenadora de Saúde do Homem da Sesapi, Valdite Leão, ressaltou a importância de conscientizar o sexo masculino da necessidade de se cuidar. “É preciso chamar atenção dos homens para o autocuidado. Homem não é super-herói, eles precisam quebrar o mito de serem fortes o tempo todo. Essa cultura do não se olhar é que faz com que os homens morram antes das mulheres”, disse a coordenadora.

Cartão de Saúde dos Caminhoneiros e das Caminhoneiras

Na ocasião, foi lançado também o Cartão de Saúde dos Caminhoneiros e das Caminhoneiras, uma iniciativa do Ministério da Saúde para atender às necessidades dos motoristas de transportes rodoviários de cargas. Será um documento público para possibilitar o registro e acompanhamento de informações clínicas, de suporte ao diagnóstico e do plano de cuidados desse público específico e itinerante.

“Esse cartão veio em boa hora, porque é uma classe que está precisando de atenção, essa ajuda era necessária e agora teremos um suporte maior. Vamos divulgar para todos que fazem parte da classe dos caminhoneiros no Piauí”, disse Welson Lacerda, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro).

De acordo com Florentino Neto, já há um planejamento para que esse cartão seja ampliado para atender todos os homens. “Estamos projetando que este cartão seja transformado no Cartão da Saúde do Homem. Estamos trabalhando, nesse primeiro momento, especificamente com os caminhoneiros em razão da parceria com o Ministério da Saúde e do Sest/Senat, pois é esse profissional é o mais excluído da presença nas unidades de saúde, mas queremos ampliar esse cartão para que possa atender todos os homens do Piauí”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *