Wellington Dias finaliza acordo para compra das doses da vacina Sputinik V

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, finalizou, na tarde desta segunda-feira (15), o acordo para compra de 37 milhões de doses da vacina contra a covid-19 Sputinik V. Em reunião virtual com o diretor-presidente do Fundo Soberano Russo, Kirill Alexandrovich Dmitriev, e com o governador da Bahia, Rui Costa, as negociações foram concluídas.

Wellington Dias comemorou o acordo e lembrou que a Sputinik possui 94% de eficácia, o que está sendo confirmado diariamente pelos 51 países que estão aplicando o imunizante. “É uma comprovação na prática do sucesso da vacina russa”, disse o governador.

Wellington Dias em reunião virtual com o diretor-presidente do Fundo Soberano Russo, Kirill Alexandrovich Dmitriev.

Dmitriev agradeceu a parceria com o Consórcio Nordeste e se disse muito feliz em ajudar o povo brasileiro, já que a Sputinik, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, está sendo vendida a preço de custo e com um valor único para todos os países. O diretor-presidente informou que em abril ou maio virá ao Brasil para se colocar à disposição das autoridades sobre a vacina.

O governador da Bahia, Rui Costa, enalteceu o trabalho do fundo soberano, que desde o primeiro contato feito pela Bahia, ainda em 2020, demonstrou interesse em fazer acordo com o estado nordestino.

Agora, a próxima etapa é o Consórcio Nordeste providenciar toda a documentação necessária para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) possa aprovar o uso da vacina no Brasil. “É necessário que todos os procedimentos sejam feitos para que quando as doses estiverem em solo brasileiro possam ser aplicadas na população”, disse Dmitriev.

Todo o processo formal, inclusive a assinatura do contrato entre o Consórcio Nordeste e a Rússia, será acompanhado pelas embaixadas da Rússia e do Brasil. A procuradora Bárbara Camardelli, da Bahia, fez a tradução.

Ministério da Saúde

O acordo para a compra das doses da vacina russa foi anunciado sábado (13), durante reunião entre os governadores dos estados nordestinos e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. No encontro, ficou definido que o ministério fará o pagamento das vacinas que ficarão disponíveis para o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Segundo cronograma acordado com a fornecedora russa, os imunizantes serão entregues em lotes, sendo dois milhões de doses em abril, cinco milhões de doses em maio, dez milhões de doses em junho e 20 milhões de doses em julho.

O Sistema Único de Saúde (SUS) ficará responsável não só pelo pagamento, mas também pelo transporte, armazenamento, distribuição e por agilizar o processo de certificação das vacinas junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“É uma vitória importante não só do Nordeste, mas de todo o povo brasileiro. Mais vacina para ter a imunização do povo brasileiro mais rapidamente”, ressaltou o presidente do Consórcio Nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *